5 lições para aprender quando se vive de fotografia

 

Profissão: fotógrafo

 

 

No primeiro ano de prática de um fotógrafo é possível aprender muitas coisas importantes. Muitas delas vão ser úteis para o resto da vida.

 

Foto: Kristen Soileau

A fotógrafa de casamentos Kristen Soileau conta como foi seu primeiro ano trabalhando full time com fotografia. Ela fez um ranking das 5 principais lições que aprendeu neste curto período. Confira:

  • Não se pode fazer todos felizes e é preciso lidar bem com isso

O trabalho de  muitos fotógrafos interage emocionalmente com as pessoas, por mais que possa não parecer. Isso serve principalmente para fotógrafos de casamento. Um momento de alta emoção como um casamento pode ser de stress intenso para seus clientes. Erros que para o fotógrafo não parecem algo tão grande podem ser amplificados e transformados em questões muito maiores. “Isso faz total sentido, honestamente. Eu entendo. Quando me tornei a noiva tive uma perspectiva totalmente diferente da indústria do casamento”, explica Kristen.

 

  • O sucesso é algo diferente

A segunda lição mais difícil para Kristen: descobrir o horário diário de trabalho diário. A fotógrafa explica que, inicialmente, se sentia mal, quase como uma preguiçosa, por não trabalhar no horário usual que as outras pessoas trabalham. “Mas ser seu próprio patrão não é a bênção de possuir o seu próprio negócio? Eu tenho a liberdade para fazer meu próprio horário que, por sinal, é muito diferentes do que o das outras pessoas. E isso é bom”. Kristen sente-se mais confortável trabalhando na parte da noite, e esta é uma possibilidade que a fotografia lhe oferece. “Lição aprendida: o meu sucesso não é determinado por números, mas pelo meu produto”.

  • Solidão

“Isso não era o que eu esperava encontrar. Solidão. É uma luta real”, desabafa a fotógrafa Kristen Soileau. Este é um quesito emocional de si mesmo que o fotógrafo precisa lidar. Kristen diz que odiava a escola quando jovem, mas quando começou a trabalhar sozinha percebeu o quanto era bom o contato humano diário. “Aprendi a ter tempo durante a semana para encontrar com amigos, conversar com outros fotógrafos e visitar cafés. A sanidade é importante para mim”, dá a dica.

 

  • Tempo de recarregar

“Como uma introvertida natural, finas de semana de casamento me sugam”. A fotógrafa alerta sobre o esgotamento do fotógrafo, que não deve ser ignorado. Quando se trabalha apenas com fotografia, sendo seu próprio chefe, pode-se acabar esquecendo dos dias de folga. “Tempo pessoal para mim se parece com massagem”, diz Kristen.

 

  • Saiba colocar limites

“É uma linha tênue entre negócios e amizade. Noivas muitas vezes olham para mim como uma amiga próxima”. A fotógrafa explica que, com o tempo, percebeu que não há problema em definir as linhas de relacionamento com os clientes, pois é preciso separar os negócios da amizade. “Eu não percebi isso até que eu tinha 30 noivas em minhas redes sociais me mandando mensagens e me chamar a qualquer momento de qualquer dia”.

E para você, o que é importante na vida de um fotógrafo? Conte pra gente nos comentário!

 

FONTE: PETA PIXEL

Please reload

Featured Posts

100 dicas de fotografia para inspirar e motivar

June 26, 2015

1/2
Please reload

Recent Posts

April 17, 2016

Please reload

Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic